Changeman em DVD

27 maio, 2009

changeman_vol1Mais um campeão de audiência está a venda nas lojas. Changeman foi lançado após o sucesso do box de Jaspion que já está nas lojas a um certo tempo. Para quem não se lembra,  5 guerreiros foram treinados e acabaram emanados pela misteriosa força terrena, quando os asseclas do Império Gosma estavam querendo invadir o planeta terra.

Conhecidos como o Esquadrão Relâmpago Changeman, eles usam seus poderes para destruir Bazoo e seu temido exército de invasores. Mas cá entre nós como esquecer de Change Dragon, Change Grifon, Change Pegasus, Change Mermaid e Change Fenix? Com certeza esse vai ser mais um ítem para colecionador que teve uma feliz infância vendo este programa nas tardes da rede Manchete.

Extras do DVD: Menu interativo; Seleção de cenas; Trailers; Galeria de Fotos; Formato de Tela: Fullscreen; Áudio: Dolby Digital 2.0 (Inglês e Português); Legendas: Português.

Anúncios

Das antigas… DVD Jaspion

29 março, 2009

jaspion1Ei Você, preste atenção no que eu vou dizer, Não vai chegar sozinho, Sou o guerreiro, que vai te defender!! Quem tem por volta de 30 anos vai se lembrar desta música pois ela fez parte de sua infância. Era o tema de O FANTÁSTICO JASPION. Uma série japonesa que foi campeã de audência nas tardes da Rede Manchete. Para matar a saudade a Focus Filmes está lançando o primeiro volume com com 23 episódios está a venda por R$ 149,90. Eu sinceramente tenho medo de rever, melhor ficar na lembrança, mas quem quiser se aventurar boa sorte. A lista de espisódios é a seguinte:

1. O Planeta de Edin / 2. O Triste Fim de Sakurá / 3. O Sonho do Menino Galáctico / 4. A Fúria do Pântano / 5. O Enigma da Flauta / 6. Gordon em Busca da Mãe / 7. O Demônio da Montanha / 8. O Casal Fugitivo / 9. A História de uma Árvore / 10. O Ataque do Pyrossauro / 11. Perigo em Tsukuba / 12. A Profecia / 13. A Investida dos Aliados / 14. Perigo na Lagoa dos Noivos / 15. Sonho ou Ilusão? A Imagem dourada / 16. Qual o Destino da Humanidade? / 17. O mistério do Pássaro Dourado / 18. O Inimigo Imortal / 19. Alerta no Oceano. / 20. A Última Chance / 21. O Valente Garoto Jogador / 22. O Feitiço de Titânia / 23. O Monstro do Século.


Review Lost S05E01 Because you left

30 janeiro, 2009

bgbottom1

Review com séculos de atraso.

Estimados leitores, mil desculpas por ter atrasado tanto o review do primeiro episódio da 5ª temporada. Além de estar ocupada, minha conexão de internet está péssima. Essa semana minha internet esteve mais “fora do ar” que funcionando, devido a uma manutenção na rede em minha região. Agora parece que estabilizou. Esclareço que minha intenção não é fazer o review mais rápido de Lost, mas dar também minha contribuição na análise dessa série fantástica. Sempre coloco minhas interpretações, quando achar interessante percepções de outros vou dar crédito e por os links. Agora, por sermos fãs de Lost, ocorre que muitas vezes chegamos a conclusões parecidas, senão iguais. Vou fazer o possível para que o review do episódio 3 saia bem mais rápido.

ATENÇÃO! Contém SPOILERS pra quem não acompanha a exibição americana!

Clique abaixo para ler.

relogio1 Season premiere de Lost voltou com tudo. Logo na primeira imagem temos a referência ao vôo 815. O relógio no começo marca 8:15. Vemos uma mulher oriental, um bebê acorda, a mãe diz ao pai que é sua vez de cuidar dele. O pai é nada mais nada menos que o Dr. Pierre Chang – o verdadeiro nome do cientista dos vídeos de orientação, antes conhecido como Dr. Marvin Candle. Comentei com o Faber: será que o bebê é o Miles?

dia1foto31montagem12pdvd_003

12 Pesa a favor da hipótese o fato de Miles ter insinuado que Charlotte nasceu na Ilha. Será que ele também nasceu? Descobrimos na 3ª temporada que as grávidas da ilha acabam morrendo. Será que o bebê  da família Chang foi concebido fora da ilha? Ou naquela época, as gestações ocorriam normalmente e houve um fato que desencadeou a famosa doença autoimune na gravidez? Aposto na 2ª hipótese, porque se fosse uma característica da Ilha, ela nunca teria sido habitada.

3disco Faraday explica que a Ilha está dando saltos no tempo. Metáfora que vimos no inicio do episódio, quando Pierre Chang coloca um LP pra tocar. A ilha está fora do tempo, como que vagando em busca de estabilidade. Há uma espécie de looping temporal. Ou como diria o Doc Brown de “De volta para o Futuro”, há um distúrbio no espaço tempo contínuo.

6daoceanicO mote da 5ª temporada é os Oceanic Six precisam voltar. Tudo o que está ocorrendo na ilha só ocorre because you left, porque vocês partiram. Sabemos que o que causou o distúrbio no “espaço tempo contínuo” foi a roda sendo girada na temporada anterior.  Até aí, pode-se pensar que seria o caso de só o Ben Linus voltar, por que todos têm que voltar?

Uma possível explicação é: como vimos no episódio The Constant, a ilha precisaria de uma constante, algo ou alguém que estivesse presente nos dois períodos de tempo: o passado, 2005, quando os oceanic six saíram, e o que pra nós seria presente, 2009.  E todos o que saíram seriam componentes desta constante.

pdvd_005 Quando Marvin Candle grava um vídeo de orientação para a estação Flecha (aquela em que ficaram o sobreviventes da cauda do avião)  é interrompido por operários que informam que há um problema na construção da Estação Orquídea. Teorias Lost:  “Uma imagem feita por um equipamento de leitura nas rochas nos mostra, simplesmente, a alavanca que Ben usa para mover a Ilha!! Ou seja, aquilo não tinha nada a ver com a DHARMA…” Sim, tudo indica que a avalança é muito mais antiga, talvez construída pelos Outros, talvez pelos habitantes originais da Ilha – ainda não sei se são o mesmo grupo com nomes diferentes: outros, hostis, nativos…

2faradaySeria Faraday também um viajante no tempo? Afinal, o vimos como um operário na construção da estação Orquídea. Curioso isso, vermos um físico como um operário. Tudo indica que ninguém sabia de sua condição de cientista. Ou seria isso apenas um efeito do deslocamento da Ilha, sei lá, uma visão do nosso físico maluquinho? Quais são as relações dele com a Dharma? Seria Faraday um Dharma?

14lockedesabaethan Locke vê a queda do avião nigeriano e ao tentar subir na árvore em que este “encalhou” leva um tiro e sofre outra queda espetacular. Quem é o atirador? Ethan. Vale lembrar que como disse Mrs Hawking “o universo sempre dá um jeito de consertar as coisas” pois se Locke tivesse subido no avião provavelmente teria morrido como Boone. O  encontro  de Locke e Ethan aconteceu antes da queda do voo 815, logo após a queda do avião nigeriano e isso explicaria muita coisa para Vladimir e Karinny do Sos Lost Podcast.

Locke fala pra Ethan: “fui mandado por Ben pra ser seu líder”. Este não acredita e diz que nunca ouviu uma besteira tão grande. Ethan teria contado o encontro para Ben e os Outros e desde então eles estariam esperando por um novo líder.

Faber ao ouvir o podcast disse: isso explica porque Ben não ficou tão surpreso com a queda do avião e mandou logo emissários para colher informações sobre o acidente. Vladimir e Karinny lembram que na 3ª temporada Ben manda Locke matar o pai na frente todos os Outros, ele não consegue então Ben diz: “Tá vendo? Ele não é quem estávamos esperando”.

11lockebussolaA Ilha não consegue fixar no presente, ela se comporta como Desmond, literalmente há flases de acontecimentos que vão e vem. Só que enquanto Desmond via flashes do futuro, a Ilha até agora só se deslocou para o passado. A princípio achei que o deslocamento se daria somente no tempo, conforme informado por Carlton Cuse e Damon Lindelof. Não sei se uma viagem somente no tempo faria algum objeto ou mesmo uma Ilha desaparecer, meus conhecimentos de Física não chegam a tanto. 😉

Mas ao que tudo indica há também o deslocamento no espaço, e isso explicaria porque o avião nigeriano caiu lá. Faz sentido,  a Ilha sumiu diante dos nossos olhos incrédulos em There’s No Place Like Home, no final da 4ª temporada.

Viagens no tempo tem regras q não podem ser quebradas, não pode haver paradoxos.  Por isso Ethan não consegue matar Locke. Porém… se Locke é especial, por que a ilha o deixou morrer? Será  que ele vai virar um espírito igual o Christian, pai do jack?

Sun encontra o Widmore e propõe se vingarem de Ben. Agora Kate tem um motivo pra voltar.  Quem será que armou o pedido de exame de DNA  de Aaron. Sun? Ben? Jack? Widmore?

07Desmond é a constante do Faraday, por isso Sawyer não pode ve-lo. E o efeito borboleta disso tudo? Houve alterações, Faraday falou com Desmond. Mas O motivo da Sun é o Jin que ainda deve estar vivo. E não se assustem se Locke também estiver vivo ou se ressucitar na ilha. Sempre achei o caváver muito coradinho pra quem está morto de fato.

13desmondpenny1Faber tem uma teroria que os Oceanic Six seriam filhos dos pioneiros da Dharma.  Seria mais um argumento a favor da hipótese de os seis serem a constante da Ilha. Richard Alpert está de volta. Como richard sabe q os 6 saíram e que precisam voltar? Desmond é especial e agora tem q ir em oxford e encontrar a mãe de Faraday. Fim do episodio 1.


House 5×05 – Lucky Thirteen

1 novembro, 2008

Primeiramente gostaria de pedir desculpas, pela demora na resenha do episódio 5 desta temporada de House, pois os últimos dias foram muito corridos, trabalhando direto e sem tempo pra sentar e ver um bom filme, ou episódio de nossa série médica favorita.

O que você faria se tivesse pouco tempo de vida? Pediria demissão? Sairia gritando?
Ia pra balada todos dias, usava drogas e bebia descontroladamente? Saia do armário? Se mataria antes que fosse chegada a hora? Para a 13 com certeza algumas dessas hipóteses seriam aplicáveis. Eis que começa a nosso episódio.

A 13 está numa torturante contagem regressiva pois foi diagnosticada uma síndrome incurável, mesmo para House e resolveu chutar o balde, não tem nada a perder, o que vier é lucro. Como podem ler ela foi o foco deste episódio e sinceramente gosto muito quando isso acontece.

Sinceramente não deve ser fácil manter os pés no chão, e alguém que trabalha pro House com certeza não deve ter nenhum deles presos a nada. Enquanto a 13 tentava curar sua ficante a série mostrava que não tem preconceitos (diga-se de uma forma tocante), House estava mais preocupado em saber o que tinha feito Wilson em segredo. Mais uma vez o detetive particular foi convocado pra desvendar o que estava sendo escondido.

Após inúmeros exames, a insistência da 13 e claro a perspicácia de House descobriram que a paciente estava melhor que imaginavam e conseguiram curar. Também merecem  menções honrosas o fato de Foreman descobrir que é um chato e que nem House encontrou nada de realmente interessante que ele tenha feito desde os 17 anos.

O que Wilson estava escondendo, não vou contar, vejam o episódio, posso adiantar só que é algo que vai mexer com a vida de Cuddy.


Wilson’s Back

17 outubro, 2008

Talvez este seria o melhor título para um episódio memorável de House. Como sempre o episódio começa fora do hospital, quando uma chinesa volta à terra natal a procura de seus pais biológicos que tentaram um infanticídio a mais de 25 anos. Lá ela tem sintomas de uma doença desconhecida e foi levada para os cuidados do melhor médico que conhecemos. No meio da discussão sobre o que a paciente teria, um dos membros diz: “House, sua mãe ligou para avisar da morte de seu pai, ela o está esperando para o enterro”.
A frase me deixou mais de queixo caído que o próprio House que nem se quer pestanejou em querer continuar discutindo o caso. A incredulidade dos membros e talvez de nós expectadores com a reação de House deve ter sido a mesma. Afinal de contas eu nunca me perguntei isso, quem são os pais dele e porque nunca comentaram a respeito deles na série?
Alguns minutos depois, Cudy aplica uma injeção em House com desculpa de que será uma espécie de vacina para não pegar nenhuma infecção que possa ter vindo da chinesa. Eis que pouco tempo depois ele cai no chão desmaiado e surpresa, ele acorda no carro de Wilson que faz uma cara de anjo da guarda que até parecia um sonho. Mas não era, foi tudo um plano para que nosso médico favorito fosse levado ao funeral de seu pai.
No caminho House apronta pra não ser levado a força, não somente uma mas várias, começando pela mais simples, falou que queria ir ao banheiro, quando saíram do carro ele conseguiu fazer com que Wilson deixasse a chave do carro cair no bueiro. Nada que após alguns diálogos de sarcasmo a chave é recuperada e segue a viagem. Logo após o rabugento conseguiu fazer Wilson acelerar demais o carro e ser preso por um policial que os leva para a delegacia.
Então vem talvez uma das maiores surpresas da temporada, explicaram como os dois amigos se conheceram e não foi de um jeito nada convencional. O policial ficou intrigado com a história dos dois então eis que vem a grande revelação. Os dois nem se conheciam, só que Wilson após uma briga de bar foi preso, e House que estava entediado com a convenção que os dois participavam viu que o jovem médico tinha potencial como amigo e pagou a fiança dele, e assim se tornaram amigos.
Após a revelação foram liberados, e seguiram para o funeral. Chegando lá House fala, sei que ele não é meu pai, quando eu tinha 12 anos de idade falei isso pra ele e ficamos 2 meses sem falar nada um pro outro, Wilson fica besta com a revelação e tenta convencer que seu amigo estava errado, mas House consegue pegar uma amostra de DNA de seu suposto pai.
Os dois brigam novamente, mas o resultado é inesperado e eles percebem que a amizade deles é inabalável e que acima de tudo são feitos um para o outro. Então num restaurante de beira de estrada começam um braimstorm e chegam a conclusão do que estaria acontecendo com a chinesa. Como sempre a genialidade de House com a perspicácia de seu “Watson” resolve mais um caso. E no fim divulgam o resultado do exame de DNA, realmente House estava certo aquele não era seu pai, sua mãe mentiu pra ele a vida inteira. E talvez esta seja uma das causas da amargura que permeia a vida do Dr. Gregory House.


Perdidos???

17 julho, 2008

Muito tempo atrás numa terra muito distante, passageiros de um avião caem numa ilha misteriosa cheia de perigos, aventuras e habitantes inóspitos. Mais ou menos assim esta série poderia ser contada para crianças de todas idades, no entanto, não é tão simples assim. Pois descobrimos que nem sempre as coisas são como parecem e nem sempre o bom é sempre bom nem o mau é sempre mau. Nesta temporada vimos personagens irem para o lado negro da força, ficamos com raiva de mocinhos, sentimos pena do outrora egoísta. Vimos de tudo. Mas o que mais impressionou foi como tudo aconteceu.

No início da temporada sabíamos muito pouco e o que sabíamos não fazia sentido, pois Jack e Kate estavam num futuro um com ódio do outro e desesperados por terem de voltar a ilha mesmo que não quisessem, também vimos Hurley conversando com Charlie num manicômio, vimos Sayd matando a mando do Ben, vimos Sun tendo sua filha sozinha. Eles junto com o Aron filho de Claire formavam os famosos Ocean Six.

Mas no último episódio tudo se resolveu descobrimos finalmente quem era o morto no caixão e a cabeça de muita gente explodiu, pois era ninguém menos que o escolhido da ilha, o Locke. Neste último episódio a redenção de Michael foi cumprida pois ele segurou até o fim a explosão da bomba dando tempo para que Jin e outros fugissem, por falar em Jin, pra mim ele não morreu, pois esta deve ser uma razão pra Sun querer voltar na próxima temporada pra ilha.

A morte de Kimi, como um personagem conseguiu despertar tanto ódio em tão pouco tempo. Por falar em ódio o Jack é um egoísta  filho da &*^$#@ pois quando foi pegar pra capar ele nem insinuou em pular do helicóptero, algo que Sawyer nem pensou para fazer. O Ben (nosso odiado e adorado) girou a “roda da fortuna”e a ilha puff desapareceu e ele foi mandado para o futuro. Aliás onde a ilha foi parar e quando foi parar ninguém sabe, isso deve ser o mote da próxima temporada.

Outro fato interessante, mas que quase ninguém comentou, ficou explicado como o Black Rock foi parar no meio da ilha, com certeza não foi o navio que encontrou a ilha e sim a ilha encontrou o navio, pois no passado deve ter tido algum teletransporte e a ilha surgiu exatamente onde estava o navio negreiro.

Pra finalizar o momento mais mother fucker da temporada, o encontro de Penelope Widmore com Brotha, sinceramente foi tocante ver o reencontro desse casal que atravessou anos de separação, mas ela nunca deixou de procurar seu amado, nem ele deixou de ficar pensando nela. O que esperar da quinta temporada? Vou dar a real pois não sei, já que esta temporada com excessão de um ou dois episódios foi excelente. Com certeza respostas virão aos montes, como por exemplo pra onde foi parar e quando foi parar a ilha. Qual a ligação de Charlote com a ilha. Porque Ben precisa de juntar os Ocean Six, e como Lock morreu. Será que ele pode renascer voltando? Quais os poderes de Waaaaaaalt? Cá entre nós ainda há muito mais perguntas e respostas vindas do Reino de Lost. Quem não for teletransportado verá.

Namastê, Faber!!!


Séries que eu vejo

20 junho, 2008

Sempre fui um viciado em séries, desde a minha infância quando era viciado em Profissão Perigo, Duro na Queda, Super Vicky, Águia de fogo entre outras muitas que passavam na sessão aventura na Globo. Naquela época como disse era refém da boa vontade da emissora platinada, que diga-se de passagem não conhecia o significado de temporada, pois passava os episódios ao bel prazer e fora da sequência. Com o tempo fui crescendo e acompanhando novas séries, como Barrados no Baile, Melrouse, Arquivo X, ER, Oz, até que chegamos nos dias atuais, quando acompanho muitas séries e devo convessar que a maioria via AVI – Channel. As minhas favoritas atualmente chegaram ao final da temporada, e agora esperar por 2009 pra ver que vai acontecer. Mas você deve estar se perguntando o que esse nerd maluco assiste no momento, calma, chego lá. Vamos a lista: Lost, House, 24 horas, Sara Connors Cronicles, CSI, Cold Case, How I Met your mother, Heroes, Smallville, Californication, Two and half man. Ufa, é muita coisa não acham? Claro que não vejo ao mesmo tempo, mas mesmo assim são horas e horas de pura diversão nerd com minha namorada. O que esperar do futuro não sei, mas pra próxima estação eu cravo minhas fichas em FRINGE,  dos criadores da consagrada e porque não dizer venerada Lost. Aguardem logo que eu ver o episódio piloto faço aqui minhas considerações.

Faber