Música se ouvia num Walkman

1 julho, 2009

0918254A cerca de 30 anos a Sony lançava  o consagrado Walkman (Avô do iPod). Isso mesmo pra quem hoje carrega todo acervo de músicas num simples player, seja ipod ou genérico, tem de saber que nos anos 80 tudo era mais complicado e levar suas músicas pra todo lado tinha um preço que era andar com inúmeras fitas K7 na mochila. O walkman fez tanto sucesso que foi colocado no dicionário Oxford como sinônimo de tocador de música. O produto foi um dos responsáveis por tornar a Sony uma potência global no mercado de eletrônicos. Foram vendidas 30 mil unidades nos primeiros dois meses depois do lançamento –e 50 milhões em uma década. Atualmenta a sony está tentando reposicionar a marca no mercado através de celulares e players digitais no entanto ainda está a sombra do ipod que se tornou o ícone da música móvel mundial. Eu mesmo tinha o meu toca-fitas portátil e sinceramente era bem divertido antes de cada viagem passar um tempinho preparando a trilha sonora. Enfim tempos que não voltam, hoje basta espetar o mp3 no pc e pronto.

Anúncios

Personal Nerd: você ainda vai ter um

28 abril, 2009

geek1Outro dia estava conversando com uma amiga e chegamos a conclusão que represento um novo profissional está surgindo no mercado. Isso mesmo, como diz o título sou o “personal nerd” (ou geek para os mais cool).

Para exemplificar se ponha na seguinte situação, vc ganha um celular de última geração, que tira foto, filma, toca divx, entre muitas outras funções, mas o máximo que consegue é fazer e receber chamadas.

Então das duas uma ou lê o manual, ou chama alguém que – mesmo sem ler o manual – sabe de trás pra frente como fazer funcionar. Outra função do PN é indicar o melhor eletrônico do mercado para se ter, pois pense nas inúmeras possibilidades de TVs, apararelhos de som, computadores, players de BD e DVD.

Para uma pessoa que não se interessa pelo tema tecnologia é muito complicado a escolha, e ser enrolada por um vendedor é muito fácil. Fora que a maioria deles num sabe nem o que está vendendo e quem compra as vezes opta pelo mais caro pensando que por isso é o melhor, mas muitas vezes isso não é verdade.

Então pra poder tirar todas dúvidas e medos de pessoas que não tem paciência ou tempo de pesquisar sobre tecnologia, cinema, cultura inútil, entre outras coisas, estou pronto pra ajudar os amigos.


Tiro no pé da Apple

17 março, 2009

Recentemente postei aqui o novo ipod shufle, a mais recente versão do tocador de baixo custo (?!) da apple. Até então sabiamos que ele era o menor e mais bonitinho player compacto to mercado, o que este blogueiro não sabia é que não existe comida de graça, ou seja, ele tem um sério problema, os controles dele são todos no fone de ouvido. E o fone de ouvido tem um chip que autentica o mesmo. Então se vc não estiver usando um fone de ouvido original não tem a possibilidade de passar faixas, tanto pra frente como pra trás, ouvir em modo aleatório. Resumindo ele além de pequeno e bonitinho é ordinário, pois acaba sendo um tiro no pé do comprador, e principalmente da Apple que viu somente o lado financeiro e não o bem estar do público em geral.


Tira e põe

17 março, 2009

Quem tem uma noção razoável do potencial da internet sabe que não é complicado fazer downloads de música e filmes na grande rede. E essa semana a retirada da maior comunidade do orkut que tratava de dowloads de músicas virou matéria nos principais jornais. Mas para aqueles que acham injusto esse tipo de atitude por parte dos servidores, uma boa notícia, pois poucas horas após o anúncio do fim da comunidade “Discografias”, utilizada por mais de 1 milhão de pessoas para download de músicas no Orkut, internautas já tentam erguer uma outra semelhante: “Discografias – O Retorno!” conta com quase 5.000 usuários inscritos na manhã desta terça-feira. Eu só digo uma coisa, a guerra não terminou e nem vai terminar com ações pontuais como estas. No meu ver tem de se mudar o mercado da música e parar com a hipocrisia de que baixar músicas na internet é errado. Já falei muitas vezes e repito, absurdo é você vender um cd por 30 reais e achar que a população tem de pagar por isso passivamente. Eu pessoalmente já acho que baixar musicas na internet é uma forma de quem não tem condição de pagar um valor tão alto por um cd ter acesso a cultura. Mas isso é opinião minha, posso não estar certo mas quem está?