Pílulas Olímpicas (5)

22 agosto, 2008

– É ouro, isso mesmo o Brasil ganhou seu segundo ouro na China, aliás Maurren Higa Maggi conseguiu sozinha, pois ela contra tudo e contra todos, venceu a prova com salto a distância. Ela mandou muito bem, pois quem conhece o histórico dela sabe que ela teve tudo pra desistir quando foi acusada injustamente de doping, no até então auge de sua carreira. Hoje ela tinha motivos pra dizer vocês tem de me engolir, mas não, ela polidamente agradeceu a todo mundo que sempre a apoiou. Não basta saber perder, tem de saber ganhar também.

– É prata, a seleção de futebol feminino lutou até o fim, pois jogou como nunca, no entanto perdeu como sempre e isso não faz sentido pois, foi um massacre e a bola não entrava de jeito nenhum. Infelizmente creio que essa geração teve sua última chance, e não vejo uma renovação a curto e médio prazo.

– É prata, a dupla e Scheidt/Prada lutou até o fim e após um começo de competição desanimador, foi pra cima conseguiu um honroso segundo lugar, ou com muita luta e determinação, lembrando que esta é a primeira competição da dupla brasileira.

– É prata, Marcio Araujo e Fabio Luiz, apesar de terem vencido um set, fizeram um tie brake ridículo e perderam a chance da vida deles.

– É bronze, Ricardo e Emanuel cumpriram o protocolo e venceram o bronze, sem muito a comentar, somente que acho que eles na final pelo ouro teriam se saído melhor que os medalhistas de prata.

– É bronze, a seleção brasileira de futebol ganhou da Bélgica por 3×0 e conseguiu a medalha de bronze. Sinceramente, depois da surra que a Argentina deu, era o que restava ao pálido time de Dunga.

Anúncios

Pílulas Olímpicas (4)

18 agosto, 2008

– Antes de mais nada a nota triste do dia, o que aconteceu com a Fabiana Murer foi uma vergonha, uma sacanagem pois com certeza ela lutaria por medalha, queria ver se fosse com uma atleta russa ou americana com certeza seria diferente o tratamento dado.  Não há de ser nada, para os brasileiros coerentes ela é uma vencedora.

– Agora as boas notícias sobre as mulheres brasileiras, pois hoje foi a vez de Fernanda Oliveira e Isabel Swan na categoria 470 da vela a conquistaram o inédito bronze na categoria.

– Mas não só de bronze vivem as atletas brasileiras em Pequim, a seleção feminina de futebol deu um show, de virada e com muita classe detonou a seleção alemã a grande favorita para o ouro. E já garantiram pelo menos a prata, mas acho que tem tudo pra darem o troco nas americanas e trazerem o ouro.

– Semi final brasileira no voley de praia masculino, ou seja mais medalha garantida, e cá entre nós podem ser duas logo, pois uma dupla vai lutar pelo ouro a outra pelo bronze.


Pílulas olímpicas (1)

13 agosto, 2008

Este post é de pitadas sobre os jogos olímpicos. Sem mais delongas vamos lá:

– Ginástica olímpica: As meninas ficaram em oitavo no geral por equipe, não é nada não é nada já é alguma coisa. É impressão minha ou a Jade num tem a mínima condição psicológica? Por outro lado nunca vi a Daiane dos Santos tão concentrada, sei não mas ela pode surpreender no solo. Diego Hipólito, ele é muito chato, mas se num amarelar vai conseguir medalha fácil fácil.

– Por falar em medalha o judô nunca passa em branco, mesmo que alguns favoritos não tenham correspondidos as medalhas de bronze conquistadas valem mais que muito ouro por aí pois, esta galera é abnegada não tem patrocínio mas vai lá e compete de igual pra igual.

– Voley, esses sempre são favoritos, não importa a modalidade, pode ser de praia, de quadra, feminino, masculino, não importa, sempre pode esperar bons resultados.

– Futebol, o masculino tá melhor que o feminino, aliás este último ainda não me convenceu estas mulheres parecem que estão jogando de salto alto.

– Basquete e handbol femininos, pqp, era melhor nem terem se classificado, elas só perdem, será que dava pra se dedicar um pouco mais, e colocar a cabeça no lugar, pelo menos 3 jogos perderam de bobeira.

– Natação, aqui vou comentar do homem, do extra terrestre, chamado Michael Phelps todas medalhas que ele consegue parece que são a coisa mais simples do mundo, o cara não cansa de ganhar medalhas, aliás se ele fosse um país, digamos a Phelpslandia ele estaria em quinto lugar no quadro de medalhas. Quanto aos nossos nadadores se conseguirem um bronze já é um ganho enorme.

Este foi um aperitivo dos esportes que já estão em plena disputa, o resto eu comento no decorrer dos jogos. Que venham as competições de vela, atletismo e as finais dos esportes coletivos. Muita água ainda vai rolar naquele fantástico cubo dágua.

Faber.